Exames que confirmam o câncer de mama

O melhor exame para câncer de mama é a mamografia que consiste num raio X que permite observar se existem lesões na mama antes que a mulher apresente qualquer sintoma de câncer, como dor na mama ou liberação de líquido pelo mamilo, por exemplo.

Normalmente, a mamografia deve ser feita todos os anos a partir dos 40 anos, mas mulheres com histórico de câncer de mama na família devem fazer o exame a partir dos 35 anos de idade. Caso os resultados da mamografia mostrem algum tipo de alteração, o médico pode pedir outra mamografia, um ultrassom, ressonância magnética ou biopsia para confirmar a existência de alteração e confirmar ou não o diagnóstico de câncer.

Além disso, existem outros exames que podem ajudar a identificar e a confirmar o câncer na mama como:

  1. Exame físico

O exame físico é um exame feito pelo ginecologista através da palpação da mama para identificar nódulos e outras alterações na mama da mulher. Porém, não é um exame muito preciso e, por isso o médico pede outros exames de imagem como mamografia.

Normalmente este é o primeiro exame feito quando a mulher tem sintomas de câncer na mama ou descobriu alterações durante o autoexame da mama.

  1. Ultrassom da mama

O ultrassom da mama é um exame semelhante à mamografia, mas que utiliza ondas de som para criar uma imagem do interior da mama, sendo que para isso é apenas necessário passar um aparelho semelhante a um microfone sobre a mama sem causar nenhum desconforto para a mulher.

No entanto, como o ultrassom não cria uma imagem geral dos tecidos da mama, como a mamografia, é mais usado para estudar áreas específicas da mama, sendo usado depois da mulher fazer uma mamografia e o resultado apresentar alguma alteração.

  1. Ressonância magnética

A ressonância magnética é um exame utilizado principalmente quando existe grande risco de a mulher ter câncer da mama, especialmente quando existem alterações nos resultados da mamografia ou do ultrassom. Assim, a ressonância magnética ajuda o ginecologista a confirmar o diagnóstico e a identificar o tamanho do câncer, assim como a existência de outros locais que possam estar afetados.

Durante a ressonância magnética a mulher deve ficar deitada de barriga para baixo, apoiando o peito numa plataforma especial que evita que fiquem pressionadas, permitindo ter melhor imagem dos tecidos da mama. Além disso, também é importante que a mulher se mantenha o mais calma e quieta possível para evitar provocar alterações nas imagens devido ao movimento do corpo.

  1. Biópsia da mama

A biópsia normalmente é o último exame de diagnóstico utilizado para confirmar a presença de câncer, pois este exame é feito no laboratório com amostras retiradas diretamente das lesões da mama, permitindo observar se existem células tumorais que, quando presentes, confirmam o diagnóstico de câncer.

Geralmente, a biópsia é feita no consultório de um ginecologista ou patologista com anestesia local, pois é necessário inserir uma agulha na mama até à lesão para aspirar pequenos pedaços do nódulo ou da alteração identificada nos outros exames de diagnóstico.

O INDIC – Instituto de Diagnóstico por Imagem de Curitiba possui equipamentos novos, modernos e capazes de oferecer excelente qualidade e velocidade, permitindo muito mais conforto e segurança aos pacientes, possibilitando a entrega do resultado em até 48 horas.

Agende seu exame: 41 3076 1007 | 41 3076-1008
www.indic.com.br